Saltar para conteúdo

Filipe I de Castela - Personagens históricos

Filipe I de Castela
Imagem Filipe I de Castela

Brujas, 1478-Burgos, 1506

Filipe de Habsburgo, "o Belo", foi soberano dos Países Baixo (1482-1506) e Rei de Castela (1504-1506) através do seu casamento com Joana I de Castela.

Nasceu em Brujas em 1478, sendo filho do Imperador Maximiliano I de Áustria e de Maria de Borgoña.

Herda de sua mãe os Países Baixos, que governa desde 1495. Foi um grande admirador da Corte Francesa, chegando mesmo a estar a favor do rei francês contra o seu pai e seus sogros, os Reis Católicos, que mantinham grandes divergências cm a Corte Francesa.

Casa-se em 1496 com Joana, sendo este casamento um arranjo politico. Os seus contínuos casos amorosos, e a situação de Joana na Corte Flamenca (sempre relegada para segundo plano), provocam ciúmes na Rainha levando a tensões e crises matrimoniais.

Devido à causa de Joana de Governar, decretou-se que seria Fernando, o Católico, quem actuaria como gerente até à maioria do Príncipe Carlos, primogénito de Joana e Filipe. Filipe desembarca em Espanha em Abril de 1506, e com o apoio de muitos nobres castelhanos opõe-se ao seu sogro. Assim, consegue fazer com que D. Fernando se retire para o seu reino – Aragão (1506).

Morre em Burgos em 1506. No seu leito da morte expressa o desejo de ser sepultado em Granada, junto a Isabel, a Católica. Por esta razão, Joana inicia um cortejo fúnebre desde Burgos, que chega a Tordesilha em 1509, sendo depositados os seus restos mortais no Real Convento de Santa Clara, aonde permanecerão até ao ano de 1525, altura em que são transladados finalmente para Granada.