Saltar para conteúdo

Carlos I de Espanha - Personagens históricos

Carlos I de Espanha
Imagem Carlos I de Espanha

Gante, 1500-Yuste, 1558

Carlos de Habsburgo foi Rei de Espanha (Carlos I) e Imperador do Sacro Império Romano Germânico (Carlos V).

Foi o monarca mais poderoso da Europa, dono de um grande império. O seu reinado caracterizou-se por bancas rotas constantes, devido a múltiplas guerras para manter a grandeza do seu império e pela religião. Visitou por várias ocasiões a sua mãe em Tordesilhas, pelo que ordenou que se construíssem uns quartos especiais para quando permanecesse no Palácio.

Nasceu en Gante, no ano de 1500, filho de Joana I e Filipe "o Belo". Em 1506 converte-se no Príncipe dos Países Baixos ao morrer o seu pai. A morte do seu avô Fernando II (1516) e dada a incapacidade da sua mãe, herdou as coroas de Castela e Aragão.

Foi também Rei da Sicília, desde 1516 a 1556, sob o nome de Carlos IV. Em 1517 chega pela primeira vez a Espanha para tomar o trono do reino, e em 1519 morre o seu avô Maximiliano I. Em 1520 sai de Espanha, com a intenção de ser escolhido herdeiro do Sacro Império Romano-Germânico, mas para isso tem que recolher fundos monetários, pelo que aumenta os impostos.Esta politica de retirar dinheiro de Castela e dar cargos a estrangeiros provoca uma revolta dos comuneiros (1520-1521) em Castela e das Germanias em Valência. As revoltas foram eliminadas na Batalha de Villalar (23 de Abril de 1521) e com a tomada de Valência (1522) e Maiorca (1523). Uma vez vencida a revolta, Castela acabaria por ser o seu principal sustento. Após estas revoltas, as Cortes dos reinos hispânicos converteram-se num apêndice da politica imperial.

As dificuldades económicas e o cansaço de uma vida tão agitada, bem como os seus múltiplos ataques de ácido úrico, obrigam-no a retirar-se para o Mosteiro de Yuste (1556), abdicando dos seus direitos imperiais ao seu irmão Fernando; e a Coroa de Espanha, domínios de Itália e Países Baixos ao seu filho Filipe II. Morre em Yuste no ano de 1558.